O que é

A EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, focada em demandas empresariais, compartilhando o risco na fase pré-competitiva da inovação.

Seu objetivo é vencer a barreira do alto risco em investimentos de inovação no Brasil. Para tanto, ela apoia a iniciativa privada com grandes aportes financeiros no desenvolvimento de projetos tecnológicos.

Para ter acesso ao incentivo, as empresas precisam desenvolvê-los com as unidades de pesquisa credenciadas à EMBRAPII, hoje presentes em todas as regiões do Brasil.

A associação foi qualificada como Organização Social pelo Poder Público Federal em 2013, e é gerida pelos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Educação (MEC).

 

Como funciona

Uma vez que a instituição de pesquisa é credenciada, as Unidades EMBRAPII e Polos EMBRAPII IF estão aptos para desenvolver projetos de PD&I com empresas. O CSEM Brasil é credenciado com expertise em Eletrônica Impressa, permitindo o desenvolvimento de inovações de alto valor agregado, novas tecnologias e aplicação de tecnologias já desenvolvidas como os painéis solares orgânicos (OPV), no qual é referência mundial, e microssistemas cerâmicos, possuindo infraestrutura única na América Latina.

O financiamento da instituição obedece a seguinte regra geral: a EMBRAPII pode investir até 1/3 das despesas das Unidades com projetos de PD&I com empresas, enquanto o restante é dividido entre a empresa parceira e a Unidade.

Ao compartilhar riscos de projetos com as empresas – por meio da divisão dos custos -, estimula-se o setor industrial a inovar mais e com maior intensidade tecnológica para, assim, potencializar a força competitiva das empresas tanto no mercado interno como no mercado internacional.

 

Conheça o Plano de Ação do CSEM

Para se tornar uma Unidade, a instituição é avaliada através de seu plano de ação. Nele, é preciso constar quantos contratos serão realizados ao longo de seis anos, quanto recurso será captado e com quantas empresas e, para isso, qual é a quantia que o centro de pesquisa vai precisar da EMBRAPII. No caso do CSEM Brasil, os projetos são na área de Eletrônica Impressa.

A Eletrônica Impressa vem revolucionando o mercado de componentes eletrônicos, pois suas as possibilidades são inúmeras, além de características relacionadas a aplicabilidade, escalabilidade e potencial de baixo custo. O CSEM Brasil é especialista em técnicas de impressão de circuitos eletrônicos em escala micro e nanométrica, capaz de desenvolver projetos nas áreas de eletrônica orgânica, circuitos eletrônicos flexíveis, microssistemas cerâmicos, baterias e supercapacitores impressos, dentre muitos outras.

Os painéis solares orgânicos do CSEM Brasil, por exemplo, são impressos em substrato plástico (PET) através de técnica de impressão rolo-a-rolo, em um processo contínuo, de baixas temperaturas, altamente escalável e envolvendo materiais orgânicos abundantes  na natureza – o que acaba reduzindo o impacto ambiental e os custos de produção. Além de ser leve, flexível, transparente, sustentável e com grande apelo para design, é previsto que custe 30 vezes menos do que os painéis tradicionais de silício hoje.

 

Quem pode usar

– Empresas que pertençam ao setor industrial (segundo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE) e que tenham produção no Brasil.

– Empresas não pertencentes ao setor industrial, desde que exista a participação financeira e/ou técnica no projeto de uma empresa do setor industrial com produção no País.

– Empresas do setor elétrico.

 

Entre em contato