• Fotos: José Paulo Lacerda/Instituto SENAI de Inovação (ISI)

Mais competitividade para a indústria

Desafio

A visão do Senai-SP era de se reestruturar para trazer mais competitividade para o estado, por meio da inovação tecnológica otimizada e orientada a resultados.

Para isso era necessário investir nas soluções mais estratégicas, levando em conta macrotendências, investimentos e a cadeia produtiva da indústria local. Aqui entrou o CSEM Brasil, para identificar oportunidades internas e de mercado, além de alinhar processos de forma dirigida à inovação e competitividade.

Solução

Mais de 30 doutores e especialistas mundiais participaram do trabalho, intitulado Projeto Vanguarda, que teve como resultado o mapeamento de competências e a seleção de prioridades tecnológicas.

Foi realizado um amplo estudo de tendências tecnológicas e identificadas 12 plataformas de inovação adequadas para o próprio Senai e indústria do Estado de São Paulo, com potencial para gerar negócios futuros e soluções de alto valor agregado. Neste processo, foram envolvidas dezenas de empresas de segmentos mais variados, entre eles, saúde, eletrônico, automotivo, defesa, metal-mecânico e aeroespacial.

Três dessas plataformas de inovação foram apontadas como as mais estratégicas para investimento, adequadas à realidade das unidades do Senai escolhidas para receberem o projeto. Assim foram implementadas nas escolas Mario Amato, Suiço-Brasileira e Anchieta, as plataformas de Manufatura Avançada e Microfabricação; Materiais Avançados e Nanocompósitos; e Integração de Sistemas, respectivamente.

Visão de Futuro

O projeto representa uma oportunidade para a transformação econômica disruptiva e a obtenção de uma posição de liderança do Brasil em tecnologias estratégicas. Buscando competitividade mundial e sustentabilidade econômica dentro do estado de São Paulo, a expectativa é de resultados que beneficiem toda a indústria brasileira.