Energy everywhere

Desafio

Apesar dos painéis solares tradicionais existentes representarem uma opção de solução energética limpa, ainda existem barreiras que impedem a sua ampla utilização. Essas barreiras estão relacionadas às suas características físicas, como peso, rigidez, transparência, aplicabilidade e também custos. Essas tecnologias de primeira e segunda geração já existem há mais de 40 anos e estão estabelecidas sem muito espaço para inovação tecnológica.

Portanto, identificou-se a oportunidade da busca por uma solução de energia solar disruptiva que pudesse ser facilmente integrada ao contexto das cidades, com características que facilitassem seu uso a custos acessíveis, tornando possível a sua ampla utilização e causando verdadeiro impacto econômico, social e ambiental.

Iniciou-se a busca pelo desenvolvimento dos painéis solares orgânicos (OPV – Organic Photovoltaics).

Solução

Em 2010, o CSEM Brasil iniciou uma pesquisa em eletrônica orgânica impressa com foco no desenvolvimento dos painéis solares de próxima geração, o OPV.

Os painéis solares orgânicos constituem uma tecnologia disruptiva com características de baixo peso e pegada de carbono, flexibilidade, transparência e alta absorção de luz difusa. A produção é feita por técnica de impressão rolo-a-rolo, um processo contínuo e altamente escalável, que utiliza baixas temperaturas e materiais orgânicos abundantes na natureza – reduzindo o impacto ambiental e conferindo um potencial de baixíssimo custo.

A pesquisa realizada dentro do centro de pesquisas teve apoio do BNDES e, desde o seu início, apesar dos desafios inerentes ao desenvolvimento da tecnologia e seus processos produtivos, o foco era na criação de um ambiente industrial classe mundial e no scale-up de produção para que o OPV pudesse alcançar o mercado rapidamente.

Em 2015, foi criada a SUNEW, uma empresa spin-off do CSEM Brasil, com o objetivo de fabricar e comercializar os painéis solares orgânicos. A empresa foi constituída a partir da convergência de esforços do CSEM Brasil, da FIR Capital e do BNDES. Foram atraídos sócios estratégicos do setor de energia, Tradener e CMU.

A SUNEW já nasceu com a maior e mais moderna linha de fabricação de OPV em todo o mundo, colocando o país na vanguarda do desenvolvimento desta tecnologia de próxima geração.

Visão de Futuro

A SUNEW busca a integração de tecnologia limpa, sustentável e de fácil acesso em todos os lugares: “energy everywhere”. O OPV, devido a suas características-chave, habilita novos mercados e aplicações, além de facilitar sua utilização. A tecnologia pode ser integrada a praticamente tudo e possui logística e instalação simplificadas.

A principal tendência neste mercado hoje é o BIPV (Build Integrated Photovoltaics). A integração do OPV em fachadas de vidro traz inovação e novos padrões arquitetônicos às edificações, com a geração de energia e redução da necessidade de uso de ar-condicionado pelo bloqueio dos raios UV e infravermelhos.

Além da integração a edificações, existem outros enormes mercados que se apresentam como oportunidade de inovação: aplicações em mobiliário urbano, coberturas leves, automóveis, mobilidade, gadgets, entre outros. Ou seja, o potencial é imenso.