O ecossistema de inovação no Brasil, sob uma perspectiva do mundo real

O sistema brasileiro de inovação possui grandes desafios no que tange a sua compreensão. Caracterizado por um alto risco financeiro, ele está intimamente apoiado na Hélice Tríplice, onde é fomentado um estreito relacionamento entre governo, indústria e centros de pesquisa.

Segundo estudo desenvolvido pelo The Boston Consulting Group (BCG) em 2016, 54% das companhias brasileiras realizam parcerias estratégicas com outras instituições, contra 45% da média mundial. Este dado pode ser um indicativo de que a co-criação é um dos principais caminhos para vencer a barreira de lançamento de novos produtos em nosso país e, principalmente, que estes produtos podem ser altamente escaláveis e competitivos a nível internacional.

Esse contexto vem sendo alavancado e fomentado nas últimas décadas por diversas frentes, haja vista a manutenção de algumas leis como a Lei de Informática, a Lei da Inovação e a Lei do Bem. Além delas, existem fontes de financiamento com largo espectro de aplicação, variando desde a pesquisa básica até o lançamento de lotes pilotos. Estes recursos são geridos por agentes públicos ou privados, entre os quais podemos citar a Finep, o BNDES e o CNPq.

Uma nova modalidade de financiamento, intimamente relacionada à Hélice Tríplice e em franco crescimento no Brasil, é o financiamento de projetos via Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), que financia projetos realizados em conjunto com suas unidades credenciadas, tendo o CSEM Brasil como uma delas.

Diante deste cenário, o CSEM Brasil irá promover um encontro de grandes líderes e empresas engajadas com inovação e tecnologia, o Inovadores do Mundo Real. O evento acontece no dia 17 de outubro, formatado para o networking e desenvolvimento de negócios, reunindo pessoas chaves de grandes empresas para discutirem sobre as oportunidades e os desafios do processo de inovação tecnológica no Brasil.

A data, inserida na Semana Nacional de Inovação, é também aniversário do CSEM Brasil, que convida outros CTs, empresas e agentes financiadores da área para fomentar a geração de negócios. O objetivo é criar laços entre diversos setores e instituições, e promover a inovação e a competitividade na indústria brasileira. Gigantes como Google, Bosch e AES já confirmaram presença, e agentes de financiamento como BNDES e EMBRAPII também estarão lá.

O Inovadores do Mundo Real acontecerá no Museu do Amanhã, na cidade do Rio de Janeiro, ocasião em que também vamos comemorar os 10 anos do CSEM Brasil. Saiba mais em nosso site.

CSEM Brasil

Um Centro de Pesquisa & Desenvolvimento que sonha mudar o mundo através da inovação.

LEIA TAMBÉM